Por que preciso ter um site e fazer o registro de domínio?

Se eu falar em registro de domínio, o que vem à sua cabeça?  
 

A primeira coisa que todo mundo faz, quando quer saber sobre uma empresa, é pesquisar no Google para ver se possui um site e mídias sociais. Então, fica claro que o endereço mais importante passa a ser o digital, certo?  
 

Isso significa ter um site com domínio registrado. Mas não só isso, é importante também ter contas nas principais plataformas do mercado, escolhendo as mais alinhadas à sua estratégia de negócio: Instagram, Facebook, Twitter, Youtube, Linkedin etc.  

Dessa forma, você pode facilmente ser encontrado na Internet
 

Se antigamente bastava ter um endereço de loja, restaurante, lanchonete, escritório ou salinha para apresentar seus serviços ou produtos, hoje, isso já não basta. 
 

Afinal, o mundo se digitalizou nos últimos anos. E o ano de 2020 trouxe uma aceleração na digitalização dos negócios em um contexto de pandemia e necessidade de novas relações de trabalho e consumo. 
 

Agora vamos lá: se ter um site com registro de domínio é tão importante, o que você precisa saber para sua empresa não ficar para trás? Vem comigo que eu te conto! 

Por que ter um site?

Como falamos na introdução deste artigo, um dos motivos principais para você ter um site próprio é para ser encontrado no Google.  

imagem-navegador

O site é a sua “casa profissional” na internet. Pode ser um site institucional, uma loja virtual, um blogone page (landing page com informações básicas) ou tudo isso junto. É um lugar que é seu e que você tem total controle sobre ele.  
 

Por exemplo, quando alguém precisa de um mecânico, pode ser que peça indicação a um amigo e vá direto nele. Mas, em geral, a primeira coisa a se fazer é procurar na Internet. Da mesma forma, ocorre quando se está em busca de um produto ou atendimento para serviços específicos. 

Pense no seu site como uma porta de entrada da sua empresa para seus potenciais clientes. É ali que eles poderão encontrar informações sobre a sua empresa, como: 
 

  • história de criação do negócio 
  • quem são os fundadores 
  • endereço físico (caso exista) 
  • tipos de serviço prestado ou lista de produtos 
  • preço 
  • formas de pagamento 
  • clientes já atendidos 
  • cases de sucesso 
  • informações de contato 
  • e muito mais. 

Vantagens de ter um site

Existem muitas outras vantagens de ter um site próprio. Vamos citar cinco delas: 

imagem-computador
  1. Seu negócio aberto 24 horas 

Ter seu endereço eletrônico, podendo ser encontrado de forma simples e rápida na Internet permite ao seu negócio vender a qualquer hora e dia da semana. E o melhor: com um custo relativamente baixo. 

  1. Aumento do alcance 

Se você tem um negócio local, acaba tendo um raio de alcance mais ou menos definido e próximo a seu espaço físico. Porém, quando se tem um site, você expande esse alcance consideravelmente. Com isso, pode atingir, inclusive, um novo perfil de público super conectado. 

  1. Mais competitividade 

Talvez seu concorrente já esteja na Internet, talvez não. Ainda assim, é preciso se destacar para que o público escolha os seus serviços e não os dele. Um site ajuda a fortalecer sua marca e presença digital, aumentando suas chances reais de ser notado. 

  1. Menos dependência das redes sociais 

O universo das redes sociais muda o tempo todo. Aquela rede que está no topo pode acabar desaparecendo se outra surgir atraindo todo o interesse do público. Além disso, cada uma possui suas limitações de divulgação, formato, políticas de privacidade etc. Com isso, você acaba ficando refém. Já no seu site, você é o juiz, quem define e controla as regras do jogo, os formatos e quando deve fazer mudanças. 

  1. Aumento das vendas 

Ao fortalecer sua marca, alcançar mais pessoas, ganhar mais credibilidade e assumir o controle das suas publicações, você aumenta o potencial de vendas. Isso porque sua audiência passa a ter mais chances de conhecer você, seus serviços ou produtos.  

Portanto, ter um site próprio passa muito mais autoridade, confiança e uma imagem de profissionalismo para quem está pesquisando.  
 

Se causar uma boa impressão, a chance de esse visitante se converter em cliente é bem alta. Lembre-se sempre disso! 

Preciso registrar o domínio do meu site?

Então você cria um site com uma linda identidade visual, utilizando a marca e as informações da sua empresa. Tudo certo? Ainda não, porque você precisa registrar o domínio desse endereço na web.  

Por um motivo muito simples: os domínios que não são registrados, simplesmente não podem ser encontrados na Internet. E se o objetivo de qualquer negócio é ser facilmente encontrado pelos consumidores não dá para correr esse risco, né?  

Além disso, assim como o registro de marca, apenas com o registro de domínio de um site você terá garantia de exclusividade de uso sobre o endereço com a marca que você quer.  

Funciona da seguinte forma: vamos supor que o endereço do seu site é nomedaempresa.com.br. Caso não seja registrado e alguém decidir utilizar o mesmo endereço que você, realizando o registro primeiro, você perde o direito de usá-lo e precisará escolher outro.  

cadeado

É muito simples registrar o domínio de um site. Logo mais vamos mostrar o passo a passo para você fazer isso!  

Ah! Vale lembrar que o registro de marca e o registro do site são feitos de forma separada e um não interfere no outro. Não adianta fazer um só e achar que a proteção se estende aos dois. Para proteger o que é seu, tem que registrar tudo

Como funciona o registro de domínio

Em nosso país, o registro de domínio deve ser feito no Registro.br, ou através de provedores de serviços, como brasilwebhost, kinghost, godaddy e task.  

Eles são chamados serviços de hospedagens de sites e, além de abrigarem seu endereço eletrônico, permitem que você tenha um email personalizado com o nome da sua empresa, dentre outros serviços agregados. Assim, você pode enviar emails como seunome@nomedasuaempresa.com.br.   

No Brasil, os domínios usam a extensão .br que identificam que o site é brasileiro. Da mesma forma, na França utilizam .fr, na Espanha .es e assim por diante. É possível registrar domínios enquanto pessoa física (com CPF) ou jurídica (com CNPJ), você decide.  

O valor para registro de domínio é fixo e bem baratinho: R$ 40,00 por ano. Fala sério: vale a pena pagar esse valor para ter a garantia do endereço eletrônico que você deseja, né? E o mais importante: ter a propriedade do nome que escolheu também como endereço digital. 
 

Afinal, o objetivo maior é ser encontrado facilmente pelos seus clientes e eles farão isso digitando o nome da sua marca no Google.  
 

Atualmente, além do com.br, existem muitas outras possibilidades para registro de domínio: 
 

  • app.br: aplicativos 
  • dev.br: desenvolvedores e plataformas de desenvolvimento 
  • log.br: transportes e logística 
  • seg.br: segurança 
  • tec.br: tecnologia 
  • des.br: designers 
  • coz.br: profissionais de gastronomia 
  • rep.br: representantes comerciais 
  • etc. 

Passo a passo para registro de domínio

A seguir, listamos as etapas para poder registrar um domínio:   

1 – O primeiro passo é descobrir se o endereço que você deseja está disponível. Faça a consulta de disponibilidade pelo site oficial www.registro.br.  

2 – Após definir o endereço, clique em “Registrar”.  

3 – Informe o CPF ou CNPJ do titular do domínio para criar uma conta no registro.br.  

4 – Leia o contrato (fundamental hein) e clique em “Li e aceito”.  

5 – Você receberá um email para confirmação, que deverá clicar para validar.  

6  – Após validação do seu email, você receberá um link para pagamento da anuidade (R$ 40,00), podendo escolher Boleto ou Cartão de Crédito.  

Uma informação importante! É comum que as empresas desenvolvedoras de sites se ofereçam para registrar o domínio para seus clientes. Até aí tudo bem, pode ser algo a menos para você se preocupar.   

Entretanto, vale lembrar que o cadastro deve conter os seus dados e não os do prestador de serviço, ok? Pois, se for preciso alterar depois, é preciso enviar documentação e aguardar um prazo, o que pode virar uma dor de cabeça… 

Alerta de fraude

Infelizmente, sabemos que existem pessoas de má fé que querem enganar as pessoas. No próprio site Registro.br, há um alerta para possíveis fraudes de cobrança, após terem recebido inúmeras reclamações de usuários que passaram por tentativas de golpes nessa linha. 

Por isso, é importante saber que os comunicados, contatos e boletos referentes ao registro de domínio sempre exibirão dados do Registro.br ou NIC.br. Veja como as informações devem aparecer, acessando o site oficial do Registro.br

 
Vale ressaltar mais dois pontos de atenção: 

  1. Eles não enviam nada por Correios, nunca! Por isso, se receber alguma correspondência ou boleto relacionado a isso, apenas desconsidere.  
  1. Cuidado ao receber contato telefônico que se identifica como funcionário do Cartório de Protesto e exige o pagamento de uma suposta dívida. É fraude! Não existe protesto de títulos por não pagamento do registro ou anuidade de domínios. 

 
Neste artigo, vimos que é essencial ter um site próprio para aumentar a autoridade na sua área de atuação, sua presença digital e potencial de vendas.  
 

E, mais, ter também o registro de domínio desse site. Afinal, da mesma forma que o registro de marca garante exclusividade sobre a marca que você deseja, o registro de domínio protege o endereço eletrônico que você escolheu.  
 

Tudo isso ajuda a dar mais credibilidade e profissionalismo ao seu negócio, para atrair gente interessada no que você oferece e sua empresa poder lucrar mais.  

Sem comentários

Escreva o seu comentário

O que você quer fazer hoje?

Quero verificar se a minha marca está disponível para registro no INPI 
Já estou pronto(a) para iniciar o registro no INPI