Porque empreender no Brasil ainda vale a pena, entenda!

Você sabia que mais de 70% dos brasileiros sonham em empreender? É o que aponta uma pesquisa, feita recentemente, mostrando que as pessoas querem mesmo é ser donas do próprio negócio. A facilidade trazida pelo MEI é um dos principais motivos pelos quais empreender no Brasil vale a pena.

E, hoje, com várias possibilidades, especialmente no ambiente digital, empreender tem sido uma alternativa muito escolhida pelos brasileiros. Afinal, eles enxergam na abertura de um negócio próprio a oportunidade de ganhar dinheiro e alcançar sucesso e autorrealização. 

Neste artigo, você vai entender porque empreender no Brasil é vantajoso, principalmente para pequenos e médios negócios. Confira! 

Vantagens de empreender no país

Aqui, no Brasil, enquanto tem muita gente buscando resolver seus problemas e desafios, tem pessoas igualmente interessadas em propor ideias e soluções, além de, também, criar novas demandas e possibilidades de negócio, por meio do empreendedorismo. 

Sobretudo no contexto do empreendedorismo digital, tema que será abordado em detalhes mais à frente, o país tem oferecido diversas oportunidades a quem quer empreender na internet.  

Mesmo sendo conhecido como um dos países mais burocráticos para abertura de um negócio, além das altas cargas tributárias, o Brasil apresenta vantagens que acabam superando esses pontos negativos.  Veja: 

Condições diferenciadas para microempreendedores

Já foram mencionadas a burocracia e as altas taxas de impostos para quem quer empreender por aqui, porém, há uma categoria que escapa desse contexto. 

Trata-se do Microempreendedor Individual – MEI, modalidade que nasceu para favorecer o pequeno empreendedor, que somam, de acordo com o Portal do Empreendedor, 11,3 milhões de cadastros ativos. 

Além da facilidade de abrir um CNPJ, procedimento feito rapidamente, pela internet e sem custo, os MEIs ganham acesso a direitos e benefícios previdenciários. Eles têm uma restrição que é de não poder ter faturamento superior a R$ 81 mil por ano ou R$ 6.750 por mês. 

Além disso, eles ingressam no regime de tributação mais simples que existe no país, o Simples Nacional, com um valor mensal bem inferior aos demais regimes. Em 2021, esse pagamento varia de R$ 56 a R$ 61. 

Com a evolução do negócio e o aumento do faturamento, o microempreendedor pode migrar de regime. Assim, o MEI funciona como um incentivo e impulso aos pequenos negócios. 

Desenvolvimento de negócios com a pandemia da Covid-19

A crise provocada pela pandemia da Covid-19 tem trazido grandes desafios para as pessoas e empresas, nos contextos da economia e da saúde pública. 

Mas é também nos momentos de crises que surgem as oportunidades e possibilidades de oferecer soluções para os diversos problemas. 

Nesse contexto, negócios nas áreas de segurança, limpeza, telemedicina e psicologia, por exemplo, tendem a ser muito procurados no Brasil, durante e após a crise, que tem afetado países no mundo inteiro. 

É o momento propício para que o brasileiro amplie sua visão inovadora e empreendedora para identificar possíveis soluções e alternativas, principalmente porque podem contar com o uso da tecnologia e, especialmente, ferramentas que ajudam na gestão dos negócios online.  

Porque empreender no Brasil e o boom digital

E por falar em tecnologia, empreender na internet tem sido uma das principais, se não a principal tendência de mercado dos últimos anos. 

A democratização do acesso à internet, além da evolução da segurança dos dados que trafegam no ambiente virtual e, logo, o aumento da confiança por parte do consumidor, reforçam essa realidade. 

O empreendedorismo digital trata da abertura de novos negócios, exclusivamente nesse ambiente, ou quando uma empresa ou empreendedor decide levar seus produtos e serviços à internet, para além do ambiente físico ou offline

Os chamados e-business e os e-commerces, principalmente nos últimos anos, ganharam espaço e caíram no gosto dos consumidores. É que essas pessoas estão cada vez mais presentes na internet e buscam soluções inovadoras, ágeis e de baixo custo para seus problemas reais. 

É o caso, por exemplo, dos aplicativos de transporte, como Uber e 99. Da mesma forma, podemos citar os de streamings, que oferecem catálogos variados de filmes, séries e documentários a preços acessíveis. Pense no NetflixSpotify e Amazon Prime.  

Além disso, há vantagens atrativas, como o baixo custo para começar a empreender na internet, além do maior alcance de públicos, já que não existe uma barreira física que dificulte o acesso ao consumidor e vice-versa. 

O empreendedorismo digital no Brasil

De maneira geral, o ambiente de negócios virtuais no Brasil é recente, se comparado a outros países. Mas os resultados têm sido positivos. 

De acordo com um levantamento, feito pela Harvard Business Review (HBR), o Brasil é o 35º país mais favorável para fazer negócios digitais e, principalmente durante a pandemia da Covid-19, os números têm mostrado essa realidade promissora.  

Isso porque, em 2020, de acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o setor de vendas on-line registrou um salto de 68%, em comparação ao ano de 2019. 

Sem dúvidas, as restrições impostas pela pandemia colaboraram de forma significativa com esse aumento. Muitas pessoas, inclusive, realizaram uma compra virtual pela primeira vez, além de novos empreendimentos que estão chegando à internet. 

Para além da pandemia, alguns negócios já vinham comprovando porque empreender no Brasil e, especialmente, na internet vale a pena. É o caso da startup mineira Hotmart, que existe desde 2011, e, em 2019, aumentou seu faturamento em 80%

Hotmart, que começou seu negócio com a venda de livros digitais, acompanhou as mudanças na internet e evoluiu na entrega de novos formatos.  Atualmente, a startup é uma plataforma que une produtores de conteúdos e pessoas interessadas em diversos temas, disponibilizados em formato de e-books, cursos, podcasts, comunidades pagas e aulas ao vivo. 

Exemplos de grandes negócios, como o da Hotmart, servem de inspiração para quem tem planos ou já começou a empreender na internet, mesmo que de forma mais tímida.  

Aqui, vale de tudo: desde a divulgação de produtos de decoração artesanais, aulas on-line de instrumentos musicais e até mesmo a criação de um aplicativo que permite o compartilhamento de roupas e objetos.  

Abertura de negócio e importância do registro de marca

Agora, que você já sabe porque empreender no Brasil vale a pena, é o momento de ir para a prática. 

Tirar uma ideia de negócio do papel pode parecer algo complicado, mas requer, antes de tudo, estudo e planejamento. Veja essa sugestão de passo a passo: 

  1. Conheça a fundo o mercado que pretende entrar, incluindo clientes, concorrentes diretos e indiretos e o ambiente macroeconômico; 

  1. Se a ideia de negócio for viável, defina qual tipo de empresa vai abrir, se começará como Microempreendedor Individual ou microempresa, por exemplo; 

  1. Elabore um plano financeiro e de marketing, com as diretrizes relacionadas a essas áreas, que deverão ser seguidas e revisadas, sempre que necessário; 
  1. Monte suas orientações estratégicas, ou seja, defina o conceito do seu negócio, a sua missão, visão e seus valores; 

  1. Proteja a sua empresa: crie e faça o registro de marca

Esse último passo merece uma atenção especial, principalmente porque muitos empreendedores acreditam que criar e registrar uma marca é um processo que deve ser feito após anos, quando a empresa estiver consolidada. E, na verdade, o registro deve ser feito o quanto antes, por qualquer empresa, independente do segmento e tempo de atuação.

Proteja sua marca

Especialmente se você já tem muito bem definido o seu negócio, suas características e o nome da sua empresa ou produto, não pode correr o risco de perdê-lo. 

 

Os riscos de não fazer o registro da marca incluem, principalmente, a perda do direito de usar um nome ou um símbolo que você já usa há anos ou levou tanto tempo para escolher.  

Se você nunca parou para pensar sobre esse processo ou já até pensou, mas ainda não o fez, comece clicando AQUI para descobrir se o nome da sua empresa ainda está disponível para registro.  

Com essas informações e dicas, você com certeza já conseguiu perceber porque empreender no Brasil vale a pena e, principalmente, empreender na internet pode ser extremamente vantajoso para seu negócio. Então, aproveite e comece logo! 



O que você quer fazer hoje?

Quero verificar se a minha marca está disponível para registro no INPI 
Já estou pronto(a) para iniciar o registro no INPI